Ilustração e Banda Desenhada

A banda desenhada enquanto abordagem à comunicação através meios de visualização começa ancestralmente em 3000 a.C. por intermédio dos Egípcios, através do uso de uma escrita pictográfica amplamente conhecida - os hieróglifos - e até hoje mantem a sua pertinência, que vai desde a dimensão lúdica, que faz deste registo uma agradável referência na infância ou até na idade adulta, até às utilizações associadas a atividades profissionais, como o design, a comunicação social, institucional e empresarial, a educação, o cinema, a moda, entre outros.
O seu sucesso reside essencialmente no facto de se ancorar firmemente no princípio da síntese visual e associação das imagens num formato de sequência, com a finalidade de fazer passar eficazmente uma ideia, ação, emoção ou enredo.
Quanto mais simples é o desenho, mais clara é a mensagem, residindo aqui a sua magia e interesse no âmbito da nossa atividade criativa. A sua utilidade para os nossos associados, parceiros e clientes é exatamente essa, a de poderem dispor deste recurso para a sua comunicação global, ou apenas para veicular ideias para novos públicos-alvo, ou para dar corpo imagético a projetos literários que possam beneficiar desta linguagem.

A pintura e a ilustração, por serem duas disciplinas técnicas e tecnológicas basilares e estruturantes, são assim utilizadas neste âmbito para maximizar a nossa oferta no domínio dos conteúdos, saberes e tradições das artes visuais no contexto da comunicação.

top